Eleições 2017: “Retiro de pastores, excelente iniciativa…”

????????????????????????????????????

Em entrevista ao Flash de Notícias, alguns pastores e Moderadores provenientes de diversas Províncias do país consideraram de execelente a iniciativa de levar os pastores das Igrejas membros do CICA para um retiro espiritual.

“Uma grande iniciativa da liderança do CICA. Gostei muito de participar e principalmente para mostrar que a Igreja realmente tem um papel fundamental para o equilíbrio das eleições no nosso país. Saímos daqui com a bagagem renovada”, afirma o Pastor João Marto Rosa Simia da Igreja Evangélica de Angola (IEA).

Para ele, o retiro superou as expectativas. “O tema é interessante e os prelectores deram realmente algo à mais sobre os subtemas seleccionados, isso é muito bom”, referiu.

Por seu turno, o Pastor Nlando Maiamona da Igreja Evangélica Baptista em Angola (IEBA), considera o referido retiro uma oportunidade de Deus que nos é oferecida para renovar o nosso ministério, a nossa vocação e buscar a força que vem do alto, porque somos servos do Senhor.

“Nesse retiro espiritual, precisamos de ouvir mensagens de Deus para comunicar ao seu povo”, sublinha ainda para acrescentar a expectativa foi além porque quando Deus fala, sempre vai além do nosso entendimento, e, os pensamentos d’Ele não são dos homens, e Deus usou as pessoas para que falasse mais alto em nossas vidas, no que tange ao reforço do papel do sacerdote diante da sociedade. Conseguimos compreender que muito ainda temos de fazer.

O Revº Miguel Ngola Mbole da Missão Evangélica Pentecostal em Angola (MEPA) disse também o retiro foi mais uma actualização dos conhecimentos para os líderes eclesiásticos da Igreja angolana porque veio reforçar a unidade cristã para uma acção conjunta tendo em conta os desafios que a própria sociedade enfrenta.

De acordo com as suas palavras, é recomendável que acções do género se repita mais vezes, não só a nível ecuménico que esta unidade venha a encontrar impacto, mas até nas nossas denominações e famílias para exercermos aquela função que Deus propõe para cada um de nós.

“Os temas estavam a nossa expectativa e Deus usou tão abundantemente os prelectores no sentido de ir ao encontro daquilo que é a necessidade para actualização dos próprios líderes”, declarou.

Finalmente, o Revº Adriano Satende Santos, Moderador da Comissão Ecuménica de Cooperação (CEC) do CICA na Província de Benguela deu graças a Deus por este privilégio de participar no retiro.

“Na verdade o retiro foi um momento muito bom, não apenas de conviver com os líderes nacionais das Igrejas membros do CICA e outros colegas moderadores, mas também porque foi um momento de virarmos para nós mesmos enquanto profetas, e percebermos o que está acontecendo e qual deve ser o nosso papel como líderes das Igrejas”, sublinhou.

No seu dizer, como Igreja não devemos estar dissociados daquilo que se vive no país e no mundo, por isso, valeu apenas esse encontro, porque foi possível reflectir e encontrar resposta para a nossa acção como uma Igreja una e indivisível.

“Este é o desejo e todos os participantes manifestaram isso, e eu particularmente espero que encontro deste género não finde por aqui, mas aconteça mais vezes, porque para formarmos uma memória comum, é importante que nos encontremos, partilhemos ideias, encontremos consenso, assim poderemos andar juntos é o que a Bíblia diz”, afirma o Pastor da Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA).

Recorde-se, líderes das Igrejas membros do CICA acompanhados de pastores e Moderadores da Comissão Ecuménica de Cooperação (CEC) ou seja Representantes Provinciais do CICA, acamparam de 7 a 9 de Agosto, na Casa de Espiritualidade das Irmãs de Nossa Senhora da Muxima, na Comuna do Ramiro num retiro subordinado ao tema “A voz profética em tempos de transição”.

????????????????????????????????????

 

 

Sem comentário

Adicionar um comentário